Agnaldo Timóteo, uma das vozes mais conhecidas da música brasileira, morreu de Covid-19, após 18 dias de internação, neste sábado (3) no Rio de Janeiro. 

O cantor estava internado desde o dia 17 de março na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio. Os médicos acreditam que o artista de 84 anos contraiu o Coronavírus no intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina. Ele chegou a tomar a segunda dose, no dia 15, dois dias antes da internação.

CARREIRA

Na década de 1960, Timóteo, mudou-se para o Rio de Janeiro atrás de oportunidades na música e começou a trabalhar como motorista da cantora Ângela Maria. O cantor gravou seu primeiro disco após indicação da cantora em 1961, mas demorou a emplacar .Agnaldo Timóteo, estourou após participação no programa de Jair de Taumaturgo na TV Rio, quando ganhou todos os prêmios do programa e foi contratado pela gravadora EMI-Odeon. Com o LP "Surge um Astro", emplacou o hit "Mamãe" e passou a participar do programa “Jovem Guarda”. O início da carreira foi todo focado em versões de sucessos internacionais. Com o álbum “Obrigado Querida”, lançado em 1967, alcançou o primeiro lugar nas gravadoras do país e seu primeiro grande hit foi “Meu grito”, canção de Roberto Carlos. A partir dessa trajetória, se consolidou como cantor romântico e lançou outros sucessos como “Ave-Maria”, “Verdes campos” e “A galeria do amor”. Agnaldo Timóteo gravou mais de 50 discos, alternando entre o romântico e o brega. Apesar dos tempos difíceis, vamos lembrar os tempos bons!

📽 Confira no vídeo,  os principais sucessos do cantor Agnaldo Timóteo.




Deixe seu Comentário